• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329*

VisitValença.com

Conteúdo

Valença Promoveu os Sabores do Concelho em Bruxelas

26 de maio de 2022
A Câmara Municipal de Valença levou a Bruxelas os principais sabores do concelho, numa mostra gastronómnica realizada na Embaixada de Portugal,na Bélgica. Segundo o Embaixador de Portugal na Bélgica, Rui Tereno, foi a primeira vez que um município português apresentou os seus produtos na embaixada portuguesa.

     Mais de três dezenas de convidados, nomeadamente, eurodeputados, entidades oficiais, Academia do Bacalhau da Bélgica, Confrarias Vinhos Portugueses, e comunicação social participaram nos diversos momentos protagonizados pelo município.
     O programa iniciou-se junto do busto de Fernando Pessoa, na Place Flagy, onde Ana Paula Xavier, vice-presidente da Câmara Municipal de Valença abriu a sessão agradecendo a presença de todos e destacando as principais motivações que levaram o município a realizar esta iniciativa de promoção.
     De seguida, a Chef Amaya Guterres elencou alguns sabores com destaque para o Caldo Verde de Valença, uma das Sete Maravilhas da Gastronomia de Portugal. Fechou o ciclo de intervenções o historiador Tito Morais que fez várias referências às comidas tradicionais na literatura portuguesa, como: Miguel Torga com “O vinho é verde, o caldo é verde”.
     O momento seguinte decorreu na embaixada de Portugal, com uma degustação dos produtos e vinhos de Valença. As boas vindas foram dadas pelo Embaixador, Rui Tereno, seguindo-se uma intervenção da Vice-Presidente, Ana Paula Xavier. 
    O ultimo momento desta iniciativa decorreu no Café Restaurante Portugal com a degustação do Bacalhau à S. Teotónio, confeção que esteve a cargo da Chef Amaya Guterres e do Chef Paulo Santos.
     Esta iniciativa, da Câmara Municipal de Valença, recebeu os mais diversos elogios, principalmente, do embaixador Rui Tereno e do Cônsul de Portugal, Bruno Joos Beerst.

Adicionar comentário

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.