• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329*

Turismo de Valença

Conteúdo

CAVALGATA INTERNACIONAL REGRESSOU À EUROCIDADE

8 de janeiro de 2023

Os Reis Magos do Oriente chegaram à Eurocidade Tui Valença esta quinta-feira, 5 de janeiro, numa Cavalgata Real com duas horas de magia, 3 km's de extensão, 220 figurantes e 1300 kg's de caramelos.

O Largo da Estação de Valença foi o ponto de partida desta décima segunda edição da Cavalgata num percurso até ao centro de Tui. Após uma paragem forçada de três anos motivada pela pandemia do Covid 19, milhares de valencianos, tudenses e muitos visitantes acompanharam o percurso desta que é a única cavalgata internacional em toda a Europa.

Para o Presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira, ”A Cavalgata é o espelho da cooperação e da vivência comum com Tui, um momento de reforço dos laços culturais que consolidam a Eurocidade”

As três carroças alegóricas, magnificamente adornadas, dignas de levar suas majestades Melchior, Rei da Pérsia, Gaspar, Rei da Índia e Baltazar, Rei da Arábia sobressaíram numa cavalgata que contou, ainda, com carros alegóricos de várias instituições de Tui e Valença, num total de 20 viaturas.

Como manda a tradição, a Cavalgata abriu com a Rondalla do Centro Cultural O Mosteiro de Pexegueiro e contou, ainda, com a participação das charangas A Tu Ritmo e Cantos Somos.

No Paseo da Corredoira de Tui decorreu a tradicional receção aos mais pequenotes pelos Reis Magos.

No dia 4 de janeiro os Reis Magos tiveram a oportunidade de visitar as várias instituições de solidariedade social de Valença e Tui, levando caramelos e uma mensagem de bom ano novo.

A organização do evento partiu da Eurocidade Tui Valença e contou com a colaboração de várias instituições das duas cidades, bem como o apoio logístico da Guarda Nacional Republicana, Bombeiros Voluntários, Proteção Civil de Valença, Polícia Nacional de Tui, Protección Civil de Tui e Grupo Scout Alhoia.

Adicionar comentário

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.