• Mapa Turístico
  • Loja de Turismo, Portas do Sol, 4930-717 Valença
  • +351 251 823 329

VisitValença.com

Conteúdo

Antiga Alfândega

Memórias da Fronteira

27 de novembro de 2018

Na antiga Alfândega aprecie o painel de pintura, em pastilha, na parede voltada para o rio, com a representação de uma sereia a dedilhar uma cítara, do mestre Júlio Resende. No lado sul está uma escultura, em bronze, uma das primeira obras de arte contemporâneas em Portugal, "Ritmos de Primavera", de Arlindo Rocha, de 1961. O edifício da antiga Alfândega é um marco de memórias das relações entre Portugal e Espanha. 

GPS: 42° 2’4.18”N | 8°38’41.73”W

Cruzeiro do Adro Velho

Cruzeiro, séc. XVI

19 de janeiro de 2016
Editar Cruzeiro do Adro Velho

O Cruzeiro do Adro Velho de Verdoejo data de 1398. Uma fuste monolítica, decorada com vieiras colocadas alternadamente, cruz com chanfros e terminais em botão com representação bastante tosca de Cristo com barba, coroa de espinhos e pés sobrepostos caracterizam este cruzeiro. O espaço do Adro Velho, próximo à Ecopista, acolhe um riquissimo espólio arqueológico com um conjunto de sarcofagos.

GPS: 42º2'57,49”N | 8º35'11,36”W

Portal da Quinta de Castro

Portal, século XVIII

19 de janeiro de 2016
Portal da Quinta de Castro

Portal barroco, em granito, de grandes dimensões. É o único elemento que resta de uma antiga quinta senhorial, pertença da família Pimenta de Castro. Trata-se de um exemplar de grande interesse arquitectónico e artístico. No pano de muro, percorrido por cornija e merlões chanfrados, e delimitado por pilastras almofadadas com pináculos a coroá-las, abrem-se duas janelas de lintel curvo, com o mesmo aparelho almofadado.

GPS: 42º2'53,44”N | 8º33'28,85”W

Mosteiro de Mosteiró

Igreja, séc. XIV

19 de janeiro de 2016
Igreja Nª Sr.ª de Mosteiró

Em 1392 fundou-se o Convento de Nossa Senhora de Mosteiró, o primeiro em Portugal da Ordem de Santo António dos Capuchos da Observância. No interior da igreja predomina a talha dourada ao estilo barroco e neoclássico. A cerca da quinta e o antigo cenóbio completam o conjunto. Nas proximidades terá existido um pequeno convento de Eremitas de Santo Agostinho, referênciado em 713 DC.

GPS: 41º58'38,19”N | 8º35'31,06”W

Mosteiro de Ganfei

Mosteiro, século XII

19 de janeiro de 2016
Convento de Ganfei

Arquitectura religiosa românica e barroca. Albergou durante várias centúrias uma importante comunidade beneditina. Uma igreja notável, no seu interior as reliquias e o tumulo do beato São Ganfei. As primeiras fundações remontarão provavelmente ao séc. VII. Para além da monumentalidade da igreja, o antigo cenóbio e a cerca da quinta completam o conjunto.

GPS: 42º2'23,46”N | 8º37'21,86”W

Santuário do Monte do Faro

Capela, século XVIII

19 de janeiro de 2016
Capela do Parque do Faro

No cume do Monte do Faro está o Santuário de Nossa Senhora do Faro, edificado em 1707, pelos monjes beneditinos do Mosteiro de Ganfei. O templo, o parque, o emblemático castanheiro milenar e o miradouro tornam este espaço verdadeiramente aprazível e mágico. A fé e a devoção dos valencianos, a 15 de agosto, é um marco no ano da comunidade.

GPS: 42º1'6,9”N | 8º35'45,3”W

Santuário da Senhora da Cabeça

Lanço da Cruz

9 de abril de 2021
Santuário da Senhora da Cabeça

Junto ao rio Minho ergue-se o Santuário da Senhora da Cabeça, onde a fé e a natureza prodigiosa, do parque e do rio Minho, tornam este local verdadeiramente único. O Lanço da Cruz, na segunda-feira de Páscoa, é um marco de fé e manifestação cultural emblemático nas relações entre o Minho e a Galiza.

GPS: 42°01'53.9"N | 8°38'44.0"W

Mosteiro de Sanfins

Mosteiro, séc. VII / XIII

19 de janeiro de 2016
Igreja de Sanfins

É um dos mais notáveis exemplos do românico, em Portugal, monumento nacional desde 1910. O Mosteiro de Sanfins foi a cabeça do antigo Couto Monástico de Sanfins e que durou até 1834. A sua importância mereceu várias cartas regias de privilegios. O antigo cenóbio e a cerca da quinta proporcionam uma viajem no tempo num espaço natural único.  As primeiras edificações  apontam-se para a data de 604 DC.

GPS: 42º1'51,98”N | 8º34'56,42”W

Pelourinho de Couto de Sanfins

Pelourinho, séc. XVIII

19 de janeiro de 2016
Convento de Ganfei

O Pelourinho da Telheira, em Verdoejo, marca a era de 729. Trata-se de um troço de coluna cilíndrica, muito grossa, assente numa tosca base de dois degraus quadrangulares. Este pelourinho está associado à antiga cadeia e Paços do Concelho, do antigo Couto Monástico de Sanfins, cujo edifício se encontra, também, na Barreira, Verdoejo.

GPS: 42º02'57.87”N | 8º35'12,10”O

Conheça também

Fortaleza
de Valença

o mais emblemático dos seus ícones – impõe a sua presença no alto de uma colina, assinalando a grandeza de uma das mais antigas povoações portuguesas, cuja imponência será, talvez, a responsável pela primeira impressão que se tem ao chegar.